10 agosto, 2007

É pró menino e prá menina



Quando a Levi's, uma das maiores empresas mundiais, faz um anúncio televisivo com uma versão gay e outra heterossexual, alguma coisa está a mudar positivamente na forma como a homossexualidade é vista pela sociedade. É certo que o anúncio só passa num canal por cabo da MTV, o Logo, dedicado ao público gay, mas este género de campanhas é feito muito mais a pensar na repercussão mediática posterior e no YouTube do que nas escassas vezes que roda na televisão. Seja como for, o que é certo é que a Levi´s não teve medo de associar o seu nome a um anúncio que acaba com dois homens juntos. The times they are a- changin.

ps: para os mais distraídos, a banda sonora do anúncio é dos mesmos rapazes que têm posto metade do país a trautear a música da última campanha publicitária da Optimus. Definitivamente, os Peter, Bjorn e John são mesmo a banda deste Verão.

10 comments:

nina disse...

menos prá menina que gosta de menina.

Isabela disse...

Pois, mulher como mulher é que não. Não é que fizesse falta. Bastava um para continuar a vender sexo, não calças. Não há novidade na estratégia (que, afinal, apenas condiciona toda a nossa vida).

PAULO MOUTA disse...

Há qualquer coisa que ainda me custa a entender. Qual a necessidade da esquerda em alimentar este folclore de propaganda do modo de vida gay? E desde quando é que a publicidade passou a ser o reservatótrio moral da esquerda "moderna" ou baluarte de um alegado pensamento progressista? Para quando anúncios para todos os gostos? Lésbicas, transsexuais, zoofilos, pedófilos, whatever... afinal se temos mesmo de deixar de ver as pessoas enquanto pessoas e passar a vê-las enquanto objectos sexuais então que haja a mesma liberdade para todas as vertentes... Hoje já não é a exploração capitalista (de que a Levi's é um caso gritante em alguns países asiáticos) que conta. Pelos vistos esta até pode aparecer como promotora da "igualdade"(?!?) sexual. Explora os trabalhadores mas promove a homosexualidade. Realmente os tempos estão a mudar. E por este caminho a sociedade evoluirá para que o estado nos veja meramente como cidadãos contribuintes (o que revela um tratamente quase igualitário) mas nós continuaremos a ser meros pénis e vaginas. Distingue-nos o que fazemos com esses pedaços de nós mesmo. Distingue-nos o par de Levi's que escolhemos vestir.

gaiato disse...

Mas vê algum pénis no anúncio Paulo Mouta? Sequer um beijinho? Cada um vê o que quer, e este tipo de anúncios insinuantes, mas sem nada de explicitamente sexual ou qualquer outro contacto físico de resto, serve para isso mesmo. Caso então para perguntar se é a televisão que nos trata como "pénis" e "vaginas", ou se é o Paulo Mouta que se reconhece assim?

Em relação ao post tendo a discordar. O YouTube está muito sobrevalorizado, os vídeos mais vistos no YouTube não têm a audiência de um programa médio da tv nacional americana. A Levi's quer atrair a clientela gay, mas não o assume junto da clientela hetero, que poderia ficar ofendida..

PAULO MOUTA disse...

A ver se nos entendemos. Eu continuo confuso. Afinal a publicidade é agora o veículo da imagem da mudança dos tempos? A levi's não explora o(s) sexo(s) com estes anuncios? Não tenta fazer entender que para si os dólares ou os euros são exactamente iguais vindos de hetero ou de homosexuais? E não são de facto? E não é perfeitamente claro que o mundo da publicidade é quase na sua totalidade o mundo da exploração sexual ou para suavizar um pouco, da exploração de temas sexuais? É nesse aspacto que eu acho que somos vistos apenas como genitais e consumidores. Ao contrário do insinuado não sou eu que me reconheço assim. Para mim as pessoas são todas iguais e têm todas os mesmos direitos (ou deveriam ter) independentemente da raça, religião, género ou orientação sexual. Valores que, confesso não me terem sido passados pela televisão muito menos por anúncios deste género.

Pedro Sales disse...

Paulo Mouta,

Sim e não. A publicidade não é o veículo da mudança dos tempos, mas, quando num meio conservador como a publicidade, as empresas deixam de recear fazer anúncios com homossexuais alguma coisa está a mudar na sociedade. Por mim vivo melhor numa sociedade que, como diz, não discrimine ninguém na base da religião, credo político, cor ou orientação sexual. Isso não me faz um defensor da Levi´s nem das condições de trabalho nas suas fábricas (que, sinceramente, desconheço).

Caro Gaiato,

Tem razão na sobrevalorização do YouTube. Um vídeo com sucesso tem 3 a 5 milhões de visitantes, um anúncio em prime-time nas estações televisão americanas multiplica esses números por 10. Mas eu não estava a falar apenas no Youtube. Que eu tenha reparado, entre nós, este anúncio já teve uma página no Diário de Notícias. O mesmo sucedeu em largas dezenas de jornais e revistas um pouco por todo o mundo, arriscando-se mesmo a aparecer em alguns noticiários televisivos. É para isso que servem estas campanhas de baixo custo (sim, não têm coragem de assumir este anúncio às 22 horas num qualquer canal generalista) e elevado nível de notariedade.

PAULO MOUTA disse...

Caro Pedro, penso que no essencial estamos de acordo. Nem o meu comentário teve qualquer intenção de ir contra essa ideia comum de que é efectivamente positivo vivermos numa sociedade que (pelo menos aparentemente) aceita com mais naturalidade as diferenças. Muito embora não seja tão optimista quanto às intenções deste tipo de estratégia de anúncios. E muito menos quanto à promoção da homossexualidade como modo de vida. Não deve ser promovida exactamente na mesma forma como não deve ser descriminada. As pessoas são-no independentemente da forma como querem apresentar-se perante a sociedade. São pessoas independentemente do género, da religião, ideologia ou cor da pele. A promoção e a vitimização ou o auto-isolamento ou auto-discriminação são normalmente contraproducentes. Era essa a ideia base do comentário. Quanto a questões laborais aconselho a leitura do texto no link. O texto é de 1998 mas, se bem conhecemos a máquina capitalista... com o tempo não melhora grande coisa...

Pedro Sales disse...

Cara Paulo Mouta,

De acordo, também não defendo a promoção de estilos de vida. Cada um tem o seu e não deve ser discriminado por isso. Agradeço-lhe, ainda, o link que inclui no seu último comentário. Realmente, não deve ter mudado muito, não.

Anónimo disse...

福~
「朵
語‧,最一件事,就。好,你西.............................................................................................................
..................

disse...

提供google排名产品,包括google排名服务,众多的google排名信息、google排名咨询,尽在google排名网。
角钢货架,万能角钢货架,南京货架
轻型货架,北京货架,托盘包装
中型货架,中量型货架,置物柜
重型货架,重型仓储货架,上海货架
托盘货架,上海货架厂,小推车
横梁货架,横梁式货架,塑胶托盘
阁楼货架,阁楼式货架,货位式货架
密集架,深圳货架厂,推车
悬臂货架,悬臂式货架,广州货架厂
贯通货架,贯通式货架,卡板
通廊式货架,深圳货架,苏州货架
驶入式货架,广州货架,浙江货架
流利条,天津货架,沈阳货架
江苏货架,无锡货架,天津木托盘
杭州货架,宁波货架,熏蒸木托盘
济南货架,青岛货架,蜂窝纸托盘
重庆货架,广东货架,食品托盘
货架公司,成都货架,塑料卡板
货架厂,货架设计,货架设备
仓储货架,货架厂家,货架网
移动货架,移动式货架,货架制造
货架加工,货架配件,生产货架
服装货架,货架制作,销售货架
货架价格,货架图片,展示货架
仓库货架,库房货架,精品货架
图书货架,音像货架,百变货架
物流货架,商场货架,线棒货架
东莞货架,设备货架,不锈钢货架
抽屉式货架,重力式货架,立体货架
模具架,钢平台,档案密集架
超市货架,收银台,超市设备
线棒,仓储物流设备,园林垃圾桶
塑料垃圾桶,上海物流设备,药品柜
分类垃圾桶,物流设备有限公司,陪护椅
垃圾桶,物流设备公司,医用消毒柜