02 janeiro, 2008

As novidades chegam sempre atrasadas à província


"A universalidade e gratuitidade deste tipo de serviços - saúde, educação e segurança social -, é exactamente aquilo que é insustentável. É a ideia do modelo social europeu. É completamente insustentável". Pacheco Pereira, balanço de 2007 para o Expresso.


Não deixa de ser curioso que a assumpção liberal de Pacheco Pereira ocorra precisamente quando, do outro lado do Atlântico (e no único país industrializado onde se quebrou o mito da universalidade e gratuitidade deste tipo de serviços), todos os candidatos presidenciais se esforçam para apresentar planos que, de uma forma ou de outra, garantam cuidados de saúde aos 46 milhões de cidadãos que não têm direito a qualquer assistência, pública ou privada. O fim da universalidade e gratuitidade deste tipo de serviços tem vítimas. E quando Pacheco Pereira diz que o modelo social europeu é insustentável, não deve ter perdido muito tempo para reparar que os EUA, despendendo percentualmente o dobro de qualquer outro país, têm piores indicadores de saúde e deixam um sétimo da sua população ao abandono. O mesmo na educação, onde os eleitores americanos têm sistematicamente rejeitado em referendo a introdução do cheque ensino, e, no único estado onde este se encontra em vigor, os custos públicos com a educação têm disparado descontroladamente.

Se é assim nos EUA, imagine-se as consequências sociais de colocar um ponto final na universalidade dos cuidados de saúde ou educação, num país com dois milhões de pobres e onde o Estado considera rica qualquer família que se governe com dois mil euros por mês. Insustentável é esta lógica liberal, assente na sistemática campanha contra os serviços sociais prestados pelo Estado, e que nos quer fazer crer que é inevitável o fim da universalidade das prestações sociais, porque sim. Insustentável, porque é uma violência social, e insustentável porque não tem nenhuma sustentação nos factos e nos números.

Leitura recomendada: The Free Market: A False Idol After All?, no New York Times.

21 comments:

Anónimo disse...

Eu propunha que se começasse por cortar o salário de Pacheco Pereira. Diz que dá aulas não sei onde mas não conheço ninguém que tenha sido seu aluno. Um parasita que vive de não fazer nenhum. Se me adiantassem dinheiro para fazer biografias e até a ele eu biografava.

JV disse...

Não é por maldade que Pacheco diz estas coisas. É mais ignorância. Ou melhor, é não ter capacidade para perceber que quem constrói o futuro somos nós. Como se tudo fossem fatalidades!!

L. Rodrigues disse...

E Menezes a falar no "estado possível" como se o Estado fosse um luxo, provavelmente insustentável...

Job disse...

Já não há paciência para estes senhores.

Joshua disse...

O Pacheco Pereira é que é insustentável.

Anónimo disse...

A vida faz-se de vidas de carne e osso, não só de pasta de papel e argumentos.

Vivo nos EUA há dois anos, quando cheguei fui confrontado com a necessidade imediata de realizar um seguro de saúde, durante seis meses, eu, a minha mulher e a minha filha de três anos tivemos um seguro que nos custou cerca de 4 mil dólares (e que cobria até cerca de 75% das eventuais despesas, embora excluindo certas especialidades como oftalmologia ou tratamentos dentários). Nesses seis meses, felizmente, nem por uma vez necessitamos de fazer uso do seguro de saúde.

Após esses primeiros seis meses cancelei o seguro procurando entretanto uma alternativa menos dispendiosa, na semana seguinte ao cancelamento tivemos que levar a nossa filha à urgência de um dos hospitais centrais de Nova Iorque, pois apresentava febre elevada e tosse. Após um processo inquisitorial em que averiguaram se nós poderíamos pagar a assistência médiaca, visto não termos seguro, desta forma evitando a recusa de tratamento e expulsão do hospital, a minha filha foi vista por uma médica que lhe mediu a temperatura, deu um xarope para baixar a febre e receitou um medicamento que no dia seguinte teriámos que ir buscar a uma farmácia. Duas semanas depois chegou a nossa casa um envelope do hospital/empresa, mais de 700 dólares que teríamos que desenbolsar para pagar um simples episódio de urgência de uma criança. Felizmente, tal como eventuamente o sr. Pacheco Pereira, tinhamos dinheiro para pagar essa despesa e evitar um processo em tribunal, mas é inevitável sentir um pasmo perante o modo como o sistema de saúde funciona nos EUA e pelos milhões que são "explusos" dos seus direitos neste país. Esta é a novíssima (que até já não o é assim tanto) forma de discriminação que persiste, ganha adeptos e deveria envergonhar a sociedade norte-americana. Esse exemplo que muitos dirigentes políticos europeus parecem querer seguir. Para aqueles que ainda não viram o filme "Sicko", vejam, não é ficção mas um documentário-denúncia que deve alertar muitos europeus que não percebem os privilégios que têm.


O sr. Pacheco Pereira é um ignorante porque ignora (ou quer ignorar) que há casas, famílias com homens, mulheres e crianças para quem é impossível ter uma biblioteca na qual constem a sua biografia de Álvaro Cunhal ou os sete volumes da viagem Em Busca do Tempo Perdido de Proust.

Camarada Choco disse...

Divulgação

Um Blog ,dois livros!

www.camaradachoco.blogspot.com

“Camarada Choco”

e

“Camarada Choco 2”
António Miguel Brochado de Miranda
Papiro Editora

Papelaria “Bulhosa” Oeiras Parque, Papelarias “Bulhosa”, FNAC ou www.livrosnet.com

Tema: Haverá uma fronteira entre os Aparafusados e os Desaparafusados?"

Filmes de Apresentação no “Youtube” em “Camarada Choco”

Kapital Kaos disse...

Meus Amigos,
O Pacheco Pereira tem razão, quer isso não nos agrade muito. Ou os impostos aumentam ou o estado social será uma miragem. E acreditem que eu sei do que estou a falar, infelizmente...

Nuno disse...

Atenção meus senhores, apareceu mais um iluminado. O kapital kaos.
Ele sabe do que está a falar.

Kapital Kaos disse...

Caro Nuno,
Não sou nem aspiro a ser nenhum iluminado.
A questão é muito simples: o estado social parece ter os seus dias contados - basta ir acompanhando as notícias que nos entram pela casa dentro... Não quero com isto defender uma visão neoliberal ou neoconservadora do desenvolvimento económico da nossa sociedade. Só me parece é que está na hora de ser promovido um debate sério, amplo e responsável acerca do modelo de desenvolvimento que queremos ter no futuro, para evitar andarmos por aí a acreditar no Papai Noel... É que todos os nossos iluminados da política nos vendem muitas ideias na altura das eleições: vamos baixar os impostos! vamos dar uma casa, um emprego e um carro a cada cidadão! vamos fazer isto e aquilo! OK, apoio esses belos discursos. Só coloco uma questão: quem paga? Há dinheiro? Óptimo! Não há dinheiro? Como se arranja?
Cumprimentos

Kapital Kaos disse...

Adenda ao comentário anterior:
Se o nosso crescimento económico fosse da ordem dos 4% ano ano, não seria necessário preocuparmo-nos com estas coisas. O financiamento para o estado social - que é absolutamente necessário, dado o assustador número de portugueses que viviam abaixo do limiar da pobreza! - estaria assegurado. O problema é que não é e, com a recente escalada do preço do petróleo, não parece poder vir a ser conseguido nos tempos mais próximos. Acrescente-se a isto a ditadura orçamental imposta pelo célebre limite de 3% de endividamento relativo ao PIB e a eliminação, já a partir de 2013, das ajudas europeias ao nosso desenvolvimento. Pois é, vamos passar a ser contribuintes líquidos para a UE e há toda uma carga de sanções (económicas!) caso o limite dos 3% seja ultrapassado... Parece uma "pesadinha de rabo na boca!"...
É só por isso que me parece fundamental falarmos seriamente acerca das coisas, sem demagogia, porque, quer nos agrade ou não, não será possível continuar a fazer omoletes com um número de ovos cada vez mais reduzido...
Cumprimentos

Jorge Figueiredo disse...

Kapital kaos
Um dos problemas de Portugal é o desperdício de dinheiro em obras de rendimento duvidoso, como o novo aeroporto de Lisboa, ou o TGV.Outro poderá ser a impunidade com que os decisores políticos toleram derrapagens nos custos de obras públicas.
E porque não falar da competência dos gestores públicos, premiados com reformas, salários e outras mordomias, independentemente dos resultados da sua gestão?
Todos estes dinheiros, se convenientemente usados, poderiam financiar o SNS. Poder-se-ia seguir outra via, paralela: investir na educação para a saúde e nos equipamentos desportivos.
Como se vê, não seria necessário o crescimento de 4%, mas apenas vontade de usar bem o dinheiro dos contribuintes, sem o desviar para as contas de amigalhaços.

Kapital Kaos disse...

Sabe, Jorge Figueiredo, também concordo consigo naquilo que diz.
Temo, porém, que, dado o panorama passado e presente (atrever-me-ei a dizer igualmente o panorama futuro...), daqui a uns anitos vamos continuar a assistir a mais do mesmo. É que os partidos políticos, independentemente da cor e da ideologia, trabalham todos da mesma maneira...
E aquilo a que assistimos é uma caminhada, a passos largos, para uma sociedade baseada na filosofia do utilizador-pagador e na redução dos direitos sociais. Se esse é o caminho, então que seja ASSUMIDO e que não andemos todos a brincar e a dizer que somos de esquerda, quando a política da esquerda parece não ter grandes diferenças da política da direita.
Se, de facto, queremos um estado social (e parece-me que ele é deveras necessário), então explicitem-se os seus custos reais e o seu financiamento. E ASSUMA-SE que ele é necessário, sem andar com meros paliativos, que fazem lembrar uma brincadeira de crianças.
Cumprimentos

Anónimo disse...

Welcome to our company which sells all kinds of Sword of the New World Vis, very cheap Sword of the New World Gold, and the more cheap snw vis. If you have to buy vis, please come to our company, we can give you the best Sword of the New World money and best service.

Anónimo disse...

Do you like the Asda Story money?I think that if you know it you will like it. You will also try your best to earn much Asda Story gold as you can.If you have it you can go to buy Asda Story Gold and then you can go to buy equipment to arm yourself. You can also get some cheap Asda Story gold from the game. Join us and play the game with us together.

Anónimo disse...

I am so glad to receive some wow gold and the World of Warcraft Gold is the gift as my birthday. Some of the warcraft gold is very attractive for me that I will buy wow gold to enter into the game because the cheap wow gold is the key to the net game.

Anónimo disse...

I am so happy to get some Tales Of Pirates gold and the Tales Of Pirates money is given by my close friend who tells me that the cheap Tales Of Pirates gold is the basis to enter into the game.
Therefore, I should buy Tales Of Pirates Gold with the spare money

Anónimo disse...

I am so happy to get some Atlantica online Gold and the Atlantica Gold is given by my close friend

who tells me that the Atlantica online money is the basis to enter into the game. Therefore, I should buy Atlantica online Gold with the spare money and I gain some cheap Atlantica online Gold from other players.

disse...

提供google排名产品,包括google排名服务,众多的google排名信息、google排名咨询,尽在google排名网。
角钢货架,万能角钢货架,南京货架
轻型货架,北京货架,托盘包装
中型货架,中量型货架,置物柜
重型货架,重型仓储货架,上海货架
托盘货架,上海货架厂,小推车
横梁货架,横梁式货架,塑胶托盘
阁楼货架,阁楼式货架,货位式货架
密集架,深圳货架厂,推车
悬臂货架,悬臂式货架,广州货架厂
贯通货架,贯通式货架,卡板
通廊式货架,深圳货架,苏州货架
驶入式货架,广州货架,浙江货架
流利条,天津货架,沈阳货架
江苏货架,无锡货架,天津木托盘
杭州货架,宁波货架,熏蒸木托盘
济南货架,青岛货架,蜂窝纸托盘
重庆货架,广东货架,食品托盘
货架公司,成都货架,塑料卡板
货架厂,货架设计,货架设备
仓储货架,货架厂家,货架网
移动货架,移动式货架,货架制造
货架加工,货架配件,生产货架
服装货架,货架制作,销售货架
货架价格,货架图片,展示货架
仓库货架,库房货架,精品货架
图书货架,音像货架,百变货架
物流货架,商场货架,线棒货架
东莞货架,设备货架,不锈钢货架
抽屉式货架,重力式货架,立体货架
模具架,钢平台,档案密集架
超市货架,收银台,超市设备
线棒,仓储物流设备,园林垃圾桶
塑料垃圾桶,上海物流设备,药品柜
分类垃圾桶,物流设备有限公司,陪护椅
垃圾桶,物流设备公司,医用消毒柜

Apa Saja Dah disse...

Find and download that you need at Rapidshare Search Engine.
Top Site List Free Proxy Site Free Download mp3 Michael Jackson song All Michael Jackson Lirics Oes Tsetnoc Mengembalikan Jati Diri Bangsa Download Mp3 Gratis

贝贝 disse...

The Tax Return Crack-Up<3>
Granted, there are usuallyMicrosoft Office 2010write-ups when presidential contenders make their tax returns available, but the coverage falls far short of the Office 2010
full court press (pardon the pun) that the Clintons have received. What's Microsoft Office 2007different now?Office 2007One possibility is that most upper middle class Democrats, and therefore most Microsoft OfficeOffice 2007 keyeditors and reporters of our nation's big papers as well as Office 2007 downloadtelevision producers, are Obama supporters who think that Hillary should hurry up Office 2007 Professionaland drop out of the race already.Microsoft outlook
Microsoft outlook 2010Whom elite liberals are pulling for really does shape political coverage in ways